Curiosidades
08.ago.2017
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

A chave para compra da casa própria é o planejamento

Escolha do novo lar vai além do valor do imóvel

Imagem A chave para compra da casa própria é o planejamento
Logo Copiar Blog Notícia
A compra da casa própria é a maior conquista na vida de uma pessoa. A decisão de investir em um imóvel deve ser analisada com cautela, pois existe uma série de detalhes que precisa ser estudada.

Para evitar transtornos é necessário ficar atento aos principais detalhes. O Portal SP Imóvel conversou com a consultora financeira do site Minhas Finanças em Ordem, Suyen A. Miranda. Confira algumas dicas da especialista:

SP Imóvel - O planejamento é o segredo para comprar a casa própria?

Suyen Miranda - Sim. Mesmo que a pessoa tivesse todo o dinheiro do mundo seria importante planejar antes de sair comprando, principalmente porque se trata de um bem onde há valorização ao longo do tempo. É preciso decidir algumas questões, como: será casa ou apartamento, ou um terreno para futura construção? Por quanto tempo se pretende morar no imóvel? Se será perto ou longe do trabalho, do comércio? Tudo isso precisa ser analisado com critério. Depois de definido esses pontos é que entra a questão dinheiro. 
 
SP - O que levar em consideração na hora de decidir comprar a casa própria?

SM
- Os envolvidos na compra precisam conversar sobre o que esperam do imóvel e definir se será para residirem por muitos anos, ou para depois irem para algo maior/melhor ou se futuramente será objeto de renda locatícia. Além de escolherem onde será o imóvel, qual o tamanho, funcionalidades (lazer, serviços, automação), estimativa de tempo de moradia, se será imóvel novo ou usado? 


SP - Quais são os principais cuidados na hora de comprar a casa própria?

SM - Depois do planejamento, aconselho visitar com calma o imóvel nas mais diversas horas do dia, perguntar sobre a vizinhança, informar-se sobre transporte, trânsito, segurança. Vale ainda medir os cômodos do imóvel e ter uma percepção realista se é o desejado em termos de tamanho. Verificar a localização da garagem e se a mesma é definida ou se haverá sorteio anual. Existem imóveis maravilhosos com preços incríveis, mas com problemas sérios de inadimplência que encarecem o condomínio. Isso tudo aliado à LEITURA DO CONTRATO cuidadosamente, e se possível com um especialista em imóveis que tire toda e qualquer dúvida sobre o processo de compra.
 
SP - Quais são os principais erros que as pessoas comentem nessas situações?

SM - O maior de todos é escolher por valor. Comprar por preço e esquecer que no dia a dia isso poderá custar muito caro. Acompanho pessoas que se queixam de ter comprado um imóvel que não era o que queriam, é longe do trabalho, pegam trânsito, fica em um lugar complicado quanto a transporte, mas o precinho era bom.  Em geral é pequeno para a família e deixa a desejar em serviços esperados. Isso ocorre por falta de planejamento e por ter sido compra de impulso "porque o preço era bom". Outro problema acontece quando as pessoas compram algo financiado e não leem todos os contratos para entender o sistema de pagamento, redução de juros, inadimplência e se surpreendem achando que vão pagar caro demais pelo bem, mas esquecem que há o custo de moradia enquanto se usa o imóvel e o custo do dinheiro no tempo. Lembro que os juros do financiamento imobiliário podem não ser excelentes no Brasil, mas são os mais baixos disponíveis no mercado, principalmente se comparado com o financiamento de automóveis, já que o veículo deprecia e o imóvel não. Outro erro é comprar imóvel para investir pensando em morar nele e querer algo que dificilmente será alugado. Como muitas pessoas que compram lofts e esquecem que o grande público prefere imóveis convencionais, divididos com paredes, e não querem pagar aluguel de um imóvel cujo único ambiente definido é o banheiro, e ainda com custo alto.

SP - Quais são as principais recomendações e dicas para quem está indeciso se deve ou não comprar a casa própria?

SM - É preciso lembrar que é uma compra de longo prazo e que mesmo tendo muito dinheiro disponível gera custos de mudança, de alteração de endereço e desgaste com transferência de correspondência. Por isso, o planejamento é fundamental e para quem vai financiar é importante saber antecipadamente quais são as condições para o crédito imobiliário como qual a renda mínima, valor da entrada, documentos exigidos e etc. É maravilhoso comprar um imóvel e chamar de seu! Digo que é um passo importante na vida adulta e mostra um grau alto de independência e autonomia, portanto deve ser feito com a máxima segurança. Para quem acha difícil ou impossível, a dica é querer, pois querer é poder, e começar hoje a imaginar como será o imóvel dos sonhos e ir poupando. É importante se informar antes sobre financiamentos, conhecer empreendimentos e analisar uma estratégia para o período de um ou dois anos realizar este sonho com segurança.

Fonte:
SP Imóvel
O Portal de Imóvel em São Paulo de São Paulo
www.spimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Quais são os deveres do Locatário?
Próximo Post >
Quais os benefícios de ter um síndico profissional?