Financiamento
25.set.2020
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Itaú diminui taxa de juros do crédito imobiliário

Saiba mais quais são as novas mudanças feitas pelo banco

Imagem Itaú diminui taxa de juros do crédito imobiliário
Logo Copiar Blog Notícia

Nesse mês de setembro de 2020, o Itaú Unibanco lançou novos produtos para o crédito imobiliário. Primeiro, o banco reduziu a taxa de juros dos financiamentos tradicionais que antes era de 7,3% ao ano, para 6,99% ao ano mais a TR (Taxa Referêncial). E o limite de financiamento do imóvel que antes era de 82%, agora passa a ser de 90% com o prazo de pagamento até 30 anos.

Além disso, ainda houve o lançamento de duas novas linhas de crédito. A primeira delas é a correção utilizando o índice da poupança mais taxa fixa de 3,99% ao ano. O rendimento da caderneta de Poupança, hoje, está em 1,4% ao ano. Assim, segundo o banco, a taxa para os clientes que contratarem financiamento imobliário nessa nova linha com os atuais valores, será de 5,39% (3,99% + 1,4%) ao ano.

O índice da Poupança tem como base de cálculo 70% do valor do índice da Selic que nesse momento está baixa (hoje 2%). Ainda de acordo com o Itaú, mesmo que a Selic suba no futuro, a modalidade tem um limite para a taxa de 10,16% ao ano (valor fixo de 3,99% + váriavel de 6,17%). Mas, para chegar a esse limite, a Selic teria que estar em 9,25% ao ano.

O banco ressaltou que essas mudanças são válidas para os novos clientes que queiram aderir a um novo crédito imobiliário. Entretanto, a opção também está disponível para clientes atuais elegíveis que podem solicitar a migração de seu contrato para a nova modalidade.

Os clientes poderão usar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). E, também será disponibilizada essa linha de crédito aos rendimentos de poupança para as empresas incorporadas, com foco na construção de imóveis.

E, a outra mudança também, é que o Itaú está oferecendo a possibilidade de uso de imóveis ainda financiados junto ao banco como garantia para empréstimos pessoais, com a linha Crédito com Garantia de Imóvel Financiado. O banco prevê a liberação de aproximadamente R$ 12 bilhões.

Fonte:
SP Imóvel
O Portal de Imóvel em São Paulo de São Paulo
www.spimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Qual o valor do metro quadrado dos Apartamentos em Moema?
Próximo Post >
Qual o valor do metro quadrado dos Apartamentos em Higienópolis?