Notícias do Mercado Imobiliário

11/07/2016
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Quando pedir a portabilidade do crédito imobiliário?

Envie por E-mail
A conquista da casa própria é o desejo de muitos brasileiros, porém é comum às pessoas adquirirem imóveis através do financiamento imobiliário. Na maioria dos casos, costuma-se demorar anos para quitar o saldo. Então, neste meio tempo, outro banco pode estar com taxas de juros mais baixas.

Essas taxas de juros variam muito de um banco para outro e você pode mudar de instituição financeira para aproveitar a redução dos juros. E muitas vezes, principalmente, nos momentos difíceis, é preciso cortar os gastos e rever as contas, e neste caso, a portabilidade do financiamento pode ser uma boa saída. 

Portabilidade é a transferência da sua dívida bancária para outra instituição financeira. "O objetivo é dar à pessoa que fez um financiamento imobiliário a chance de reduzir sua dívida, procurando melhores taxas de juros e/ou redução das taxas de administração em outros bancos", explica Fabricio Sicchierolli Posocco, advogado especialista em direito imobiliário.

Porém, a portabilidade só será interessante se os novos juros forem menores do que as taxas pagas no atual financiamento imobiliário. Ao optar pela transferência da dívida bancária, o primeiro passo é fazer uma pesquisa das taxas praticadas pelas instituições financeiras e verificar se o banco escolhido aprova o seu cadastro. "O consumidor que fez o financiamento optar pela mudança, o novo banco deve quitar a dívida que o cliente tem com a outra instituição e assumir o crédito. Atualmente, toda a transação é realizada por meio eletrônico para uma maior segurança de todos", comenta o advogado da Posocco & Associados Advogados e Consultores. 

No entanto, ao fazer a portabilidade, é preciso estar ciente que vão existir novos custos, como por exemplo, registro no cartório. Mas a cobrança para fazer a portabilidade de financiamento imobiliário é proibida "Nenhum custo ou serviço adicional podem ser repassados aos clientes no caso de opção pela realização da portabilidade. Da mesma forma, o sistema de amortização (maneira como a dívida é parcelada), e o prazo do parcelamento existente não podem ser modificados", conta Pasocco. 

Vale lembrar, o banco que oferece a taxa de juros menor pode negar a portabilidade de crédito. E de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, se isso acontecer, a instituição deve informar por escrito os motivos da recusa.

Portanto, ao decidir fazer a portabilidade do financiamento imobiliário é preciso colocar tudo na ponta do lápis e verificar se a nova oferta vai valer a pena, pois a grande vantagem da portabilidade é a redução dos custos e só vai compensar trocar de banco se no final você gastar menos. "É importante observar efetivamente se a portabilidade se faz vantajosa para com o cliente, pois é muito comum um banco oferecer uma taxa de juros menor, todavia apresentar uma lista de custos extras, como por exemplo, os gastos com cartório, ou tarifas de confecção de cadastro. Assim, não é suficiente que o cliente olhe apenas a taxa de juros e a taxa de administração que o novo banco oferece, mas deverá observar as planilhas onde está representado o Custo Efetivo Total (CET) da operação, a fim de que possa observar todos os dados e decidir se existe ou não vantagem nessa migração", completa o advogado.

Todas Notícias
21/06/2017 - Saiba como deixar sua casa no clima do inverno
Tapetes, colchas e almofadas são itens essenciais
14/06/2017 - Dicas para valorizar os ambientes da sua casa no inverno
As cores transmitem sensação acolhedora e de aconchego
09/06/2017 - Even Day oferece imóveis com 50% de desconto
Evento terá unidades residenciais e comerciais
06/06/2017 - SP Imóvel promove Campanha do Agasalho
Doações serão destinadas as Casas André Luiz
05/06/2017 - 04 dicas para colaborar com o Meio Ambiente em sua casa
Pequenas atitudes podem fazer a diferença
30/05/2017 - Feirão da Caixa movimentou R$ 10,2 bilhões de negócios
Maior evento do setor recebeu mais de 191 mil visitantes
23/05/2017 - O melhor da arquitetura e decoração na Casa Cor 2017
Evento fica no Jockey Club, zona sul, até 23 de julho
22/05/2017 - Imóvel do MCMV é foco do 13º Feirão da Caixa
Evento será realizado de 26 a 28 de maio no Anhembi
17/05/2017 - Cury oferece imóveis com descontos no Feirão da Caixa
Evento será realizado de 26 e 28 de maio no Anhembi
09/05/2017 - Caixa retoma financiamento do Pró-Cotista
Banco recebe propostas do crédito habitacional desta linha
08/05/2017 - Governo reabre Programa de Lotes do Morar Bem
Objetivo é ampliar oferta de terrenos
02/05/2017 - 9 dicas para fazer a vistoria no imóvel alugado
Construtora lista os itens que merecem atenção
25/04/2017 - Qual a importância do arquiteto na reforma da casa?
Profissional é essencial para evitar transtornos e gastos
17/04/2017 - Especial Imposto de Renda: Herança de Imóvel
Especialistas alertam os principais cuidados para este caso
13/04/2017 - Caixa acredita em crescimento do Mercado Imobiliário
Presidente do banco está otimista com recuperação do setor
12/04/2017 - Especial IR - Como declarar valores de Aluguel?
Valores recebidos de aluguéis são considerados tributáveis
11/04/2017 - Moradia popular é objetivo do Governo de São Paulo
Ideia é trazer as pessoas de volta para morar no centro
06/04/2017 - "A São Paulo que queremos", por João Doria
Doria lista 5 pontos para uma boa gestão e mudar a cidade
05/04/2017 - Governador e Prefeito participam de evento imobiliário
Alckmin e Doria otimistas para retomada do setor

Lançamentos

Santana
São Paulo
44 m² e 1 vaga
Varanda Gourmet
Belém
São Paulo
2 a 3 Dorms
Suíte e Lazer
Vila Ema
São Paulo
2 Suítes
Ampla Sala de Estar
Parque Selecta
São Bernardo do Campo
2 Dorms
1 Vaga e Lazer
Tatuapé
São Paulo
2 e 3 Dorms
Suítes e Lazer
Itaquera
São Paulo
1 ou 2 Dorms
Lazer Completo

BAIXE APLICATIVOS

CONECTE-SE