Notícias do Mercado Imobiliário

11/07/2016
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Quando pedir a portabilidade do crédito imobiliário?

Envie por E-mail
A conquista da casa própria é o desejo de muitos brasileiros, porém é comum às pessoas adquirirem imóveis através do financiamento imobiliário. Na maioria dos casos, costuma-se demorar anos para quitar o saldo. Então, neste meio tempo, outro banco pode estar com taxas de juros mais baixas.

Essas taxas de juros variam muito de um banco para outro e você pode mudar de instituição financeira para aproveitar a redução dos juros. E muitas vezes, principalmente, nos momentos difíceis, é preciso cortar os gastos e rever as contas, e neste caso, a portabilidade do financiamento pode ser uma boa saída. 

Portabilidade é a transferência da sua dívida bancária para outra instituição financeira. "O objetivo é dar à pessoa que fez um financiamento imobiliário a chance de reduzir sua dívida, procurando melhores taxas de juros e/ou redução das taxas de administração em outros bancos", explica Fabricio Sicchierolli Posocco, advogado especialista em direito imobiliário.

Porém, a portabilidade só será interessante se os novos juros forem menores do que as taxas pagas no atual financiamento imobiliário. Ao optar pela transferência da dívida bancária, o primeiro passo é fazer uma pesquisa das taxas praticadas pelas instituições financeiras e verificar se o banco escolhido aprova o seu cadastro. "O consumidor que fez o financiamento optar pela mudança, o novo banco deve quitar a dívida que o cliente tem com a outra instituição e assumir o crédito. Atualmente, toda a transação é realizada por meio eletrônico para uma maior segurança de todos", comenta o advogado da Posocco & Associados Advogados e Consultores. 

No entanto, ao fazer a portabilidade, é preciso estar ciente que vão existir novos custos, como por exemplo, registro no cartório. Mas a cobrança para fazer a portabilidade de financiamento imobiliário é proibida "Nenhum custo ou serviço adicional podem ser repassados aos clientes no caso de opção pela realização da portabilidade. Da mesma forma, o sistema de amortização (maneira como a dívida é parcelada), e o prazo do parcelamento existente não podem ser modificados", conta Pasocco. 

Vale lembrar, o banco que oferece a taxa de juros menor pode negar a portabilidade de crédito. E de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, se isso acontecer, a instituição deve informar por escrito os motivos da recusa.

Portanto, ao decidir fazer a portabilidade do financiamento imobiliário é preciso colocar tudo na ponta do lápis e verificar se a nova oferta vai valer a pena, pois a grande vantagem da portabilidade é a redução dos custos e só vai compensar trocar de banco se no final você gastar menos. "É importante observar efetivamente se a portabilidade se faz vantajosa para com o cliente, pois é muito comum um banco oferecer uma taxa de juros menor, todavia apresentar uma lista de custos extras, como por exemplo, os gastos com cartório, ou tarifas de confecção de cadastro. Assim, não é suficiente que o cliente olhe apenas a taxa de juros e a taxa de administração que o novo banco oferece, mas deverá observar as planilhas onde está representado o Custo Efetivo Total (CET) da operação, a fim de que possa observar todos os dados e decidir se existe ou não vantagem nessa migração", completa o advogado.

Todas Notícias
23/11/2017 - Cresce venda de novos imóveis
Em setembro foram comercializadas 1.819 unidades
23/11/2017 - Financiamento Imobiliário - É possível usar o saldo do FGTS?
Conheça as regras para usar o recurso
21/11/2017 - Cresce busca por consórcio de imóveis
Modalidade é alternativa para compra da casa própria
21/11/2017 - Renove a pintura da sua casa com o efeito camurça
Passo a passo para não errar na hora de inovar o visual
17/11/2017 - Como comprovar a renda no Financiamento Imobiliário?
Confira os documentos necessários
14/11/2017 - Garantias Locatícias: conheça todas as modalidades
Fiador, seguro fiança e caução são as opções
10/11/2017 - Prefeitura muda forma de envio dos boletos de IPTU
Contribuintes receberão apenas dois boletos no ano
09/11/2017 - O que acontece se atrasar as prestações do financiamento?
Imóvel pode ser leiloado na falta de pagamento
07/11/2017 - Vantagens e desvantagens de comprar imóvel novo ou usado
Especialista comenta os prós e contras
06/11/2017 - Caixa promove campanha #QuitaFácil
Clientes do banco poderão renegociar os débitos
31/10/2017 - Conheça as atribuições do síndico
Profissional deverá gerenciar as tarefas do dia a dia
24/10/2017 - Dicas para vender o imóvel mais rápido
Conheça as estratégias e ações que podem ser utilizadas
17/10/2017 - Conheça os mitos e verdades na hora de pintar a casa
Suvinil separou algumas dicas para não errar
10/10/2017 - Conheça as responsabilidades do Zelador
Profissional deve cuidar das atividades do condomínio
03/10/2017 - Como estimular a criatividade das crianças?
As cores nas paredes têm papel fundamental
22/09/2017 - Como deixar sua casa no clima da Primavera?
Renove a decoração com flores da estação
19/09/2017 - Descubra se é seguro comprar imóvel com Corretor Autônomo?
Conheça os deveres e obrigações deste profissional
14/09/2017 - 10 Dicas para comprar imóvel na planta
Atente-se aos detalhes e leia tudo com muita atenção
12/09/2017 - Como montar um quarto de casal no seu estilo?
Arquiteta dá dicas para deixar o ambiente com a sua personal

Lançamentos

Tatuapé
São Paulo
2 e 3 Dorms
Suíte e Varanda
Limão
São Paulo
2 e 3 Dorms
1 Suíte, Terraço
Centro
São Bernardo do Campo
2 e 3 Dorms
1 Suíte e Varanda
Vila Tolstoi
São Paulo
1, 2 Dormitórios
Sala 2 Ambientes
Perdizes
São Paulo
3 a 4 Suítes
4 a 5 Vagas
Parque Selecta
São Bernardo do Campo
2 Dorms
1 Vaga e Lazer

BAIXE APLICATIVOS

CONECTE-SE