Financiamento
Atualizado em: 10.mai.2021
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Caixa lança linha de crédito corrigida pela Poupança

As taxas efetivas partem de 3,35% ao ano

Imagem Caixa lança linha de crédito corrigida pela Poupança
Logo Copiar Blog Notícia


A Caixa Econômica Federal lançou nesta quinta-feira, 25 de fevereiro, mais uma opção de linha de crédito imobiliário: Crédito Imobiliário Poupança CAIXA, ou seja, nessa nova modalidade, os juros são compostos por uma parte fixa, mais uma parte variável, atrelada com rendimento da Poupança. 

Como funciona o Crédito Imobiliário Poupança?


O Crédito Imobiliário Poupança Caixa varia de acordo com a famosa taxa da economia – SELIC (taxa que de juros que Banco Central determina).


Hoje, a Selic está em 3,5% ano e o rendimento da poupança corresponde a 70% que equivale 2,45%. 


Enquanto o rendimento for igual ou menor a 8,5% ao ano a caderneta vai render 70% da Selic + a TR. Quando a Selic chegar ultrapassar 8,5% ao ano, a poupança vai ficar fixa em 6,17%, tendo como componente variável a taxa de juros dessa TR.


Portanto, nesta modalidade atualmente, os juros anuais ficam entre 3,35% (correntistas) e 3,99% (não correntistas) mais a variação da poupança, hoje em 2,45%, e mais a TR que está zerada.


Ao todo a Caixa oferece 4 linhas de crédito com recursos do SBPE, para aquisição de imóvel novo ou usado, construção e reforma, conforme quadro a seguir: 

 

Modalidade TAXA Peazo Máximo Quota Máxima
    SAC Price SAC PRICE
TR + 6,25% A 8,00% 420 360 80% 80%
IPCA + 2,95% A 4,95% 360 240 80% 70%
Fixa 8,00% a 9,75% 360 240 80% 80%
Poupança TR + 1,40%* 3,35% A 3,99% 420 360 80% 80%
* Taxa adicional da poupança considerando SELIC de 3,5% a.a.
Fonte: Caixa Econômica Federal - 28 de maio de 2021

 


“O Crédito Imobiliário é o coração da Caixa. Para cada tipo de taxa, um público diferente. Por isso, temos as menores taxas em cada linha de financiamento imobiliário”, declara o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães.


Nessa nova modalidade, a Caixa espera contratar R$ 30 bilhões. O presidente do banco ressalta o bom momento para aquisição da casa própria. “Estamos com as menores taxas de juros da história. Os preços dos imóveis ainda não se recuperaram, portanto, estamos em um momento muito importante para financiamento imobiliário, ou seja, essa conjunção de taxa de juros baixa, menor da história, e os valores dos apartamentos e das casas, relativamente baixos. Entendemos que o momento é muito importante e impactante e por isso estamos com o volume relevante no crédito imobiliário.”

 


Resultado da Caixa Econômica 2020

A carteira de crédito habitacional da Caixa alcançou mais de meio trilhão de reais em 2020, atingindo o volume de R$ 509,8 bilhões e 5,6 milhões de contratos. O Banco segue como o maior financiador da casa própria no país, com 68,8% do mercado.


Em dezembro do ano passado, a Caixa atingiu o maior volume de concessão de crédito imobiliário da história. Foram R$ 116,0 bilhões contratados em 2020, um crescimento de 42,4% nos últimos dois anos, com 564,6 mil novos financiamentos. O banco possibilitou uma nova moradia a cerca de 2,0 milhões de brasileiros. 


Em 2020, a CAIXA contratou a construção de 2,3 mil novos empreendimentos, totalizando 286,3 mil novas unidades habitacionais. Ao todo, o Banco tem 6 mil contratos de obras em execução, com um total de 786,6 mil unidades em produção.  O apoio ao setor da construção civil garantiu cerca de 1,9 milhão de empregos diretos e indiretos, com impacto positivo na economia brasileira.

As contratações de crédito imobiliário com recursos da poupança (SBPE) evoluíram de R$ 13,5 bilhões em 2018, para R$ 53,7 bilhões em 2020, crescimento de 298%. Em relação a 2019, o crescimento foi de 103%.

 

Fonte:
SP Imóvel
O Portal de Imóvel em São Paulo de São Paulo
www.spimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Qual o valor do metro quadrado das Casas no Jd. São Paulo?
Próximo Post >
Apartamentos em São Paulo ficaram 1,56% mais caros de 2020 para 2021