Financiamento
Atualizado em: 09.fev.2022
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Financiamento Imobiliário: taxas de juros do Bradesco

Conheça as linhas de crédito do banco em 2022

Imagem Financiamento Imobiliário: taxas de juros do Bradesco
Logo Copiar Blog Notícia

Comprar um apartamento ou uma casa é um investimento de longo prazo e que na maioria dos casos, às pessoas adquirirem imóveis através do financiamento imobiliário. E isso significa que comprometerá boa parte do orçamento mensal da família, por isso é preciso planejar e estudar quais os bancos têm as melhores taxas do crédito imobiliário.

Ao financiar um imóvel significa que você vai comprometer pelo menos 30% da renda mensal da família por um longo período. E isso, pode levar em média de 30 a 35 anos para quitar o saldo devedor.

Atualmente, as instituições financeiras disponibilizam mais de uma linha de crédito com taxas de juros e condições de pagamentos diferenciados. Conheça as opções de Financiamento imobiliário do Bradesco em 2022:

 

  • BRADESCO - TR

 

Para o financiamento de imóveis residenciais novos ou usados, o Bradesco utiliza a taxa mínima de 9,50 % ao ano mais TR no Sistema Financeiro Habitacional (SFH) com valor máximo de R$ 5 milhões. O prazo de financiamento é de 360 meses (30 anos) e permite a utilização do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para imóveis de até R$ 1,5 milhão. O cliente pode financiar até 80% do valor do imóvel.

 

Financiamento Imobiliário - Bradesco
Linha de Crédito Sistema Financeiro da Habitação (SFH)
Máximo de Financiado 80%
Comprometimento máximo da Renda 30% na tabela SAC e 15% na tabela Price
Taxa de Juros - TR A partir de 9,50% a.a. + TR
Valor Máximo do Imóvel R$ 5 milhões, acima deste valor pode ser feito sob consulta
Prazo de Pagamento 360 meses (30 anos)
Sistema de Amortização SAC ou Tabela Price
Permitido Uso do FGTS Sim, para imóveis até R$ 1,5 milhão
Fonte: Assessoria de Imprensa do Bradesco em 08 de fevereiro de 2022


 

  • BRADESCO - POUPANÇA+

 

O Bradesco também oferece a linha Poupança+. Nela, a prestação é corrigida pelo índice mensal de remuneração básica da poupança, que varia de acordo com a Selic. 

Após o Copom (Comitê de Política Monetária) anunciar alta da Selic para 10,75% a.a., o Bradesco utiliza a taxa fixa do Crédito Imobiliário com Juros da Poupança de 2,99% ao ano + 6,17%, valor fixo do rendimento da poupança, já que a Selic ultrapassou o teto máximo de 8,5% a.a.

 

Financiamento Imobiliário - Bradesco
Linha de Crédito Sistema Financeiro da Habitação (SFH)
Máximo de Financiado 80%
Comprometimento máximo da Renda 30% na tabela SAC e 15% na tabela Price
Taxa de Juros - Poupança+ A partir de 2,99% a.a. +  6,17% a.a (Rendimento Poupança)
Valor Máximo do Imóvel R$ 5 milhões, acima deste valor pode ser feito sob consulta
Prazo de Pagamento 360 meses (30 anos)
Sistema de Amortização SAC ou Tabela Price
Permitido Uso do FGTS Sim, para imóveis até R$ 1,5 milhão
Fonte: Assessoria de Imprensa do Bradesco em 2 de fevereiro de 2022

 

 

Veja abaixo uma simulação de financiamento imobiliário que o Grupo SP Imóvel realizou para um imóvel residencial, localizado na cidade de São Paulo, com dados de uma pessoa de 44 anos e com uma renda de R$ 12.000, empresário ou funcionário privado (CLT). 

 

Compra de Imóvel Usado em São Paulo de R$ 400 mil
Entrada de R$ 80 mil (20%)
Financiado por 360 meses (30 anos)
Sistema de Amortização: SAC
Correção anual pela TR (Tabela Referencial)
Bancos Taxa de
Juros Efetiva 
a.a.
Custo
Efetivo Total
a.a.

(perfil 44 anos)
1ª  Parcela Última
Parcela
Total do Financ.
Bradesco -
TR
9,90%  11,28% R$
3.602,05
R$ 919,83 R$
856.164,65
Bradesco
( Taxa Fixa + Poupança)
9,16% 10,55% R$ 3.420,51  R$ 920,00 R$ 823.397,37
Simulações realizadas em 02/02/2022  

 


Observação 1: A simulação acima não possui a composição de renda e não estão inclusas despesas com documentação, como, por exemplo, o ITBI.


As taxas do financiamento imobiliário variam conforme o perfil de cada cliente, prazo do financiamento e o relacionamento com o banco. Por isso, aconselhamos primeiro avaliar o banco em que você já tem conta e relacionamento, pois muitas vezes, abrir outra conta em outro banco só para o financiamento imobiliário, pode trazer desvantagens financeiras por causa de uma pequena diferença nos juros.
 


A parcela do Financiamento Imobiliário é composta pelas taxas de: amortização + juros; tarifa de administração mensal e de Seguro. E o Bradesco oferece parcelas fixas com Sistema de Amortização PRICE ou atualizáveis com Sistema de Amortização Constante – SAC.



O banco permite utilizar o FGTS no financiamento imobiliário para imóveis residenciais avaliados até R$ 1,5 milhão conforme regra do uso do CCFGTS (Conselho Curador do FGTS),. No Bradesco, a composição de renda do financiamento imobiliário é permitida entre cônjuges, casais em união estável, pais e filhos. Já as exceções são analisadas pontualmente.



Comprar um apartamento ou uma casa é um investimento de longo prazo e isso significa que comprometerá boa parte do orçamento mensal da família, portanto é preciso planejar e estudar quais os bancos têm as melhores taxas do crédito imobiliário.


Ou seja, é muito importante realizar simulações do financiamento imobiliário nos sites dos principais bancos, assim é possível ver quais instituições oferecem as melhores taxas do crédito imobiliário de acordo com o seu perfil. Nessas simulações é possível ter uma previsão das taxas de juros, seguros, amortização e dos valores das parcelas mensalmente. 

 

Fonte:
SP Imóvel
O Portal de Imóvel em São Paulo de São Paulo
www.spimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Financiamento Imobiliário: taxas de juros do Santander
Próximo Post >
Restaurantes Japoneses em Santana, na Zona Norte de SP