Financiamento
16.abr.2021
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Como comprovar renda no financiamento imobiliário?

Veja a lista de documentos exigidos para obter o crédito

Imagem Como comprovar renda no financiamento imobiliário?
Logo Copiar Blog Notícia

 

Como comprovar renda no financiamento imobiliário? Essa é uma dúvida muito comum na hora de entrar no processo para financiar o imóvel.

 

A compra da casa própria é o maior investimento que se faz ao longo da vida. Muitos levam anos para pagar o imóvel, pode levar em média de 30 a 35 anos para quitar o saldo.


A instituição financeira escolhida por você vai avaliar a sua capacidade de pagamento das prestações para evitar riscos de inadimplência, já que o financiamento imobiliário pode comprometer até 30% da renda mensal da família.


E conseguir comprovar renda no financiamento imobiliário pode ser um grande desafio para muitos. Para dar entrada nesse processo, Marcio Palladino, Superintendente da BuscaCredi, aponta os principais documentos exigidos de acordo com cada categoria profissional. Veja abaixo:

 

COMPRADOR

 

Profissionais que trabalham no regime CLT e Funcionário Público:

 

  • Documento oficial de identificação com foto, como por exemplo, RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação);
  • CPF, se não constar no documento de identificação;
  • Comprovante de endereço, podendo ser uma conta de luz, telefone, entre outros (Atualizado 30 dias);
  • Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento ou de Casamento);
  • Três últimos meses de holerites;
  • Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega;
  • Extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS;

 

 

Profissionais liberais

 

  • Documento oficial de identificação com foto, como por exemplo, RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação);
  • CPF, se não constar no documento de identificação;
  • Comprovante de endereço, podendo ser uma conta de luz, telefone, entre outros (Atualizado 30 dias);
  • Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento ou de Casamento);
  • 3 a 6 meses dos últimos extratos bancários;
  • Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega;

 

Empresários

 

  • Documento oficial de identificação com foto, como por exemplo, RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação);
  • CPF, se não constar no documento de identificação;
  • Comprovante de endereço, podendo ser uma conta de luz, telefone, entre outros (Atualizado 30 dias);
  • Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento ou de Casamento);
  • Contrato Social;
  • 3 a 6 meses dos últimos extratos bancários;
  • Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega;

 

 

Documentos do Imóvel

  • Apresentar matrícula do imóvel objeto do financiamento atualizada, emitida a menos de 30 dias;
  •  Cópia do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) do ano corrente;
  • Apresentar CND;
  • Caso o imóvel esteja financiado em outro banco, apresentar VMD e boleto (se for o caso);

 

 

 

Documentos do(s) Vendedor (es)

Pessoa Física – PF

 

  • Documento oficial de identificação com foto;
  • CPF, se não constar no documento de identificação;
  • Comprovante de estado civil (Casamento ou Nascimento);
  • Comprovante de residência emitido a menos de 30 dias;

 


Pessoa Jurídica – PJ

 

  • Documento oficial de identificação com foto;
  • CPF, se não constar no documento de identificação;
  • Carta dos representantes da empresa com firma reconhecida em cartório.
  • Certidão Negativa de Débito (CND).
  • Cópia do contrato ou estatuto social registrado em Junta Comercial.
  • Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais (CCN).


 “Atrelado a tudo isso, os bancos também avaliam o score dos clientes. Essa pontuação é fundamental para instituição financeira avaliar o comprometimento de o cliente arcar com os pagamentos das prestações. Então é um conjunto de fatores, além do score, a renda tem que estar adequada, assim como a situação cadastral também”, completa Palladino

 

Para avaliar as condições de pagamento do solicitante do crédito, um dos requisitos que os bancos levam em consideração para aprovar ou negar o financiamento imobiliário é a pontuação do score deste cliente.  Veja aqui a importância do Score no financiamento imobiliário.


Por isso, na hora de entrar no financiamento imobiliário, é imprescindível ter uma excelente organização dos documentos . Assim, você não corre o risco de negar a sua solicitação do crédito. Veja o que pode reprovar o financiamento imobiliário? 

 

E na hora de escolher o banco ideal para financiar a casa própria é preciso estudar todas as condições. É muito importante ficar atento com o valor das taxas de juros, pois são determinantes para indicar o custo do financiamento.


Uma taxa de juros mais alta será o suficiente para aumentar o valor da prestação e consequentemente o montante final que você terá de pagar. O nível de relacionamento do cliente com o banco interferirá na cota e taxa de juros da contratação do crédito imobiliário. Ou seja, é importante consultar mais de uma instituição bancária e avaliar as melhores alternativas de financiamento. Veja em nosso Blog: Qual é o melhor banco para Financiamento Imobiliário?

 

Por isso, é muito importante realizar simulações do financiamento imobiliário nos sites dos principais bancos, assim é possível ver quais instituições oferecem as melhores taxas do crédito imobiliário de acordo com o seu perfil. Nessas simulações é possível ter uma previsão das taxas de juros, seguros, amortização e dos valores das parcelas mensalmente. Leia em nosso Blog: Qual é a melhor taxa para o financiamento imobiliário?


Atualmente, as instituições financeiras disponibilizam diversas linhas de crédito com taxas de juros e condições de pagamentos diferenciados. Portanto, veja qual é o melhor índice que se enquadra nas suas condições financeiras. Confira em nosso Blog: Qual é o melhor índice no financiamento imobiliário: TR, Poupança ou IPCA?


Aproveite as dicas e conquiste o imóvel que tanto sonha, pois o mercado imobiliário apresenta oportunidades atrativas para quem deseja comprar a casa própria.

Fonte:
SP Imóvel
O Portal de Imóvel em São Paulo de São Paulo
www.spimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Grupos de bike na Parada Inglesa, na Zona Norte de São Paulo, quais são?
Próximo Post >
Qual o valor do Aluguel dos Apartamentos no Butantã?