Financiamento
06.jan.2022
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Quais são os documentos necessários para o financiamento imobiliário?

Confira a lista completa

Imagem Quais são os documentos necessários para o financiamento imobiliário?
Logo Copiar Blog Notícia


Ao financiar um imóvel já vimos em outros posts aqui no Blog que o comprador passa por uma avaliação de crédito. A instituição financeira avalia a capacidade de pagamento das prestações para evitar riscos de inadimplência, já que o financiamento imobiliário pode comprometer até 30% da renda mensal da família.


Para avaliar as condições de pagamento do solicitante do crédito, um dos requisitos é possuir o nome “limpo” e sem restrições. Será consultado em órgãos como: Serasa, SPC, BACEN e Receita Federal, Cartórios de protesto, Justiça Estadual e Federal etc. Os bancos levam em consideração para aprovar ou negar o financiamento imobiliário a pontuação do score deste cliente.


“O interessado no crédito imobiliário deverá apresentar os seguintes documentos: cópias e originais do RG, CPF, comprovante de nascimento ou estado civil e comprovante de renda, que pode ser certificado por declaração de Imposto de Renda, holerites ou extrato recente de movimentações bancárias“, explica Bruno Gama, CEO da CrediHome.


Veja abaixo a lista dos principais documentos exigidos normalmente pelas instituições bancárias:

 

 COMPRADOR

 

Profissionais que trabalham no regime CLT e Funcionário Público:

 
- Documento oficial de identificação com foto, como por exemplo, RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação);

- CPF, se não constar no documento de identificação;

- Comprovante de endereço, podendo ser uma conta de luz, telefone, entre outros (Atualizado 30 dias);

- Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento ou de Casamento);

- Três últimos meses de holerites;

- Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega;

- Extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS;

 

 Profissionais liberais

 

- Documento oficial de identificação com foto, como por exemplo, RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação);

- CPF, se não constar no documento de identificação;

- Comprovante de endereço, podendo ser uma conta de luz, telefone, entre outros (Atualizado 30 dias);

- Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento ou de Casamento);

- 3 a 6 meses dos últimos extratos bancários;

- Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega;

 

Empresários

 

- Documento oficial de identificação com foto, como por exemplo, RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação);

- CPF, se não constar no documento de identificação;

- Comprovante de endereço, podendo ser uma conta de luz, telefone, entre outros (Atualizado 30 dias);

- Comprovante de estado civil (Certidão de nascimento ou de Casamento);

- Contrato Social;

- 3 a 6 meses dos últimos extratos bancários;

- Declaração de Imposto de renda (IRPF) com recibo de entrega;

  

Documentos do Imóvel


- Apresentar matrícula do imóvel objeto do financiamento atualizada, emitida a menos de 30 dias;

- Cópia do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) do ano corrente;

- Apresentar CND;

- Caso o imóvel esteja financiado em outro banco, apresentar VMD e boleto (se for o caso);

 

  Documentos do(s) Vendedor (es)

 

Pessoa Física – PF


- Documento oficial de identificação com foto;

- CPF, se não constar no documento de identificação;

- Comprovante de estado civil (Casamento ou Nascimento);

- Comprovante de residência emitido a menos de 30 dias;

 

Pessoa Jurídica – PJ

 

- Documento oficial de identificação com foto;

- CPF, se não constar no documento de identificação;

- Carta dos representantes da empresa com firma reconhecida em cartório.

- Certidão Negativa de Débito (CND).

- Cópia do contrato ou estatuto social registrado em Junta Comercial.

- Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais (CCN).

 

“Atrelado a tudo isso, os bancos também avaliam o score dos clientes. Essa pontuação é fundamental para a instituição financeira avaliar o comprometimento do cliente arcar com os pagamentos das prestações. Então é um conjunto de fatores, além do score, a renda tem que estar adequada, assim como a situação cadastral também”, completa Palladino

 

Para avaliar as condições de pagamento do solicitante do crédito, um dos requisitos que os bancos levam em consideração para aprovar ou negar o financiamento imobiliário é a pontuação do score deste cliente.  Veja aqui a importância do Score no financiamento imobiliário.


A aquisição de um imóvel é algo que precisa ser analisada com cautela, pois existe uma série de detalhes a ser estudada. Por isso, é muito importante realizar simulações do financiamento imobiliário nos sites dos principais bancos, assim é possível ver quais instituições oferecem as melhores taxas do crédito imobiliário de acordo com o seu perfil. Nessas simulações é possível ter uma previsão das taxas de juros, seguros, amortização e dos valores das parcelas mensalmente. 

Uma taxa de juros mais alta será o suficiente para aumentar o valor da prestação e consequentemente o montante final que você terá de pagar. O nível de relacionamento do cliente com o banco interferirá na cota e taxa de juros da contratação do crédito imobiliário. Ou seja, é importante consultar mais de uma instituição bancária e avaliar as melhores alternativas de financiamento. Veja em nosso Blog: Qual é o melhor banco para Financiamento Imobiliário?


Atualmente, as instituições financeiras disponibilizam diversas linhas de crédito com taxas de juros e condições de pagamentos diferenciados. Portanto, veja qual é o melhor índice que se enquadra nas suas condições financeiras. Confira em nosso Blog: Qual é o melhor índice no financiamento imobiliário: TR, Poupança ou IPCA?

 

Caso queira conhecer mais sobre os programas de Financiamento Imobiliário de cada instituição bancária, aconselhamos ler nossos artigos:
 

 

Fonte:
SP Imóvel
O Portal de Imóvel em São Paulo de São Paulo
www.spimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Parques em Shoppings na Zona Sul: diversão garantida para toda família
Próximo Post >
Hamburguerias em São Paulo: as opções mais saborosas da cidade